Browsing Category:Papo Coach

e-possivel-ter-motivacao-durante-a-pandemia

Artigo por Debora Guerra

Diante de uma pandemia e do isolamento social, pessoas com rotinas agitadas foram de repente obrigadas a desacelerar. Ganharam mais tempo com a família, aumentaram os afazeres de casa, tiveram seus exercícios físicos limitados, pais viraram professores de seus filhos e o home office virou uma realidade. Mas, diante desse cenário, existe a preocupação sobre como se manter motivado para continuar gerando resultados efetivos, sejam profissionais ou pessoais.

Se pensarmos que para tudo que realizamos há um motivo que gera uma ação, então estamos falando de motivação, ou seja, atos que geram resultados. E porque, mais do que nunca, é tão importante se manter motivado? Porque isso não só contribui para o aumento do bem-estar, sentimentos de prazer e satisfação, como colabora a tornar a nova rotina mais agradável e até mais leve, nos fazendo apreciar momentos nunca antes vivenciados.

Não se culpe, é extremamente normal se sentir desmotivado em meio a uma calamidade pública, afinal estamos vivendo uma crise que impacta nosso dia a dia. É notório que essa mudança de vida está gerando estresse, desânimo e falta de energia nas pessoas, prejudicando a capacidade de pensar e agir e consequentemente impedindo a motivação.

Para quem está trabalhando em casa, se sentir motivado parece ser ainda mais difícil, pois vai além de lidar com as variáveis de demanda, conexão de internet, e atendimento ao cliente. Solucionar um problema fica ainda pior quando há interrupções da família, dos pets, recebimento de entregas, e tudo mais que atrapalha a concentração. A questão é como se manter motivado assim? Fácil não é, mas você pode tentar com algumas dicas.

Primeiramente estabeleça e organize uma rotina, criando um planejamento que ajudará a tornar seu dia de trabalho mais produtivo. Reserve tempo para as coisas que gosta de fazer, como atividades físicas ou meditação, separe um horário para as tarefas de casa, se for necessário. Essas medidas auxiliarão no controle da ansiedade, permitirão aproveitar o tempo com mais qualidade e consequentemente os resultados irão te motivar.

Tenha um espaço limpo e organizado para o seu home office, o mais longe possível de distrações. Procure envolver a família na sua rotina, isso fará com que eles entendam que certo período do dia será necessário você precisará estar sozinho, com isso você terá mais motivação para ser mais produtivo em um curto período de tempo.

É certo que as pessoas possuem ritmos diferentes, e, com a limitação de tempo e espaço, é preciso se reinventar. Por isso, elabore um cronograma de metas semanais, próximas de sua realidade, para serem alcançadas. Esse exercício te motivará a manter a mente focada e ativa.

Mas antes de tudo, acredite em você e em sua capacidade. Não esqueça de que ter sonhos te impulsiona a alcançar seus objetivos e te mantem motivado. Aprenda com seus erros, reflita, comemore suas conquistas e seja otimista. Todas essas atitudes, alinhadas à sua realidade, vão te auxiliar no que diz respeito à motivação.

Debora Guerra é empresária e professional coach formada pela Sociedade Latino Americana de Coaching (SLAC)

0 Comments
Share
utilize-a-ciencia-a-seu-favor-na-hora-das-compras

Neurocientista capixaba Glauber Cabral dá dicas de como aproveitar o momento de reaquecimento da economia para comprar de maneira assertiva

A economia capixaba está fechando o ano com perspectivas de crescimento. Isso porque, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), o Índice de Confiança do Investidor (ICEI) do Espírito Santos somou mais de 60 pontos, acima da média nacional. Com a economia dando sinais de aquecimento, o brasileiro sente-se mais seguro para realizar o sonho do carro novo, por exemplo. O neurocientista e master coach Glauber Cabral, explica como o consumidor e os empresários podem utilizar as ferramentas da psicologia comportamental para garantir novas vendas e movimentar o mercado.

“O comportamento do consumidor mudou e, após 25 anos de experiência no segmento de vendas, observamos quatro pilares que podem conduzir a uma compra assertiva. São eles: pesquisa, análise, experiência de compra e satisfaciência emocional”, enumera Glauber.

A pesquisa e análise são etapas que precedem a efetuação da compra. Nesta fase, o consumidor deve analisar a reputação do produto nas redes sociais, em sites especializados e também no site da empresa ofertante. “Durante a análise, nosso cérebro se coloca a pensar sobre as informações adquiridas sobre o bem desejado. Nesta hora nosso lobo frontal, que é a parte do cérebro racional e responsável pelo planejamento de futuro, põe na balança a diferença entre preços, descontos e vantagens oferecidas”, explica.

Com a internet e smartphones, a experiência de compra também evoluiu, avalia Glauber. No ponto de venda, qualidade como agilidade no atendimento, interação adequada com o cliente e proatividade, além do preço, podem fazer a diferença entre comprar on-line ou loja física. Por fim, o pilar da satisfaciencia emocional é a concretização do desejo de consumo. Nesta fase, a relação de consumo entra no pós-venda. O neurocientista Glauber Cabral explica que este é o momento do consumidor analisar também o serviço da empresa após a aquisição do bem.

“O pós-venda é um passo fundamental. O relacionamento com o cliente não se encerra após o pagamento, pequenas atenções como esta também modulam o nosso cérebro para a fidelização naquela empresa”, explica.

0 Comments
Share